quinta-feira, 26 de julho de 2012

Camarão na moranga

Um dos pratos maihs tradicionais da beira de mar é o tal do camarão na moranga. Nunca estive em uma praia brasileira para não achar ao menos um restaurante que servisse essa delícia. Há algumas variações, inclusive, pelos interiores, como a moranga com carne seca (que eu também gosto muito).
Mas, essa semana fui ao mercado público e o preço do camarão estava chamativo. Aproveitei que tinha a abóbora em casa e, aí está o meu camarão na moranga, sem falsa modéstia, porque ficou realmente delicioso:



Os ingredientes vão variar a quantidade, de acordo com o tamanho da abóbora e o número de comensais, então vou passar a quantidade para 3 pessoas e uma abóbora das menores.
Ingredientes:
1 cebola picada;
5 dentes de alho picados.
3 tomates sem pele picados;
1/2 pimentão verde picado;
600 g de camarão laguna sem casca;
um punhado de camarões brancos sem casca (para enfeitar);
coentro;
pimenta-do-reino;
sal;
azeite;
2/3 de um pote de requeijão cremoso;
5 colheres (sopa) de polpa de tomate;
1 caixinha de creme de leite sem soro;
2 tabletes de caldo de peixe (aqui em casa, a gente costuma fazer todos os caldos mas se for comprar tabletes prontos, nesse caso use o de camarão e eu indico apenas um deles. Vou falar a marca aqui porque é o que contém menos sal, corantes e conservante de todos no mercado: Vitale, da Knorr. Geralmente, ele não fica na mesma prateleira que os outros caldos industrializados nos supermercados. Portanto, se não achar na sessão de orgânicos, peça ao repositor pelo nome). Para fazer o caldo de peixe, use uma cabeça de peixe, as cascas de camarão, cebola, alho, alho-poró, temperos secos, enfim... tudo junto fervendo numa panela e, depois que reduzir, é só coar. Dá pra congelar em forminhas de gelo e usar 2 tabletes por receita.

Modo de preparo:

Primeiro, dê uma aferventada na abóbora ainda fechada, para facilitar a abertura dela e a limpeza das sementes. Não deixe que ela amoleça, apenas fique quente o suficiente para ter esquentado dentro dela. Retire da água e, com auxílio de uma boa faca pequena, faça o recorte de abertura da abóbora e limpe-a por dentro, retirando todos os fiapos e sementes. Reserve.

Enquanto prepara o molho, deixe o forno ligado, aquecendo na temperatura de 180°C. 

Frite em azeite a cebola e o alho, em seguida jogue os camarões sem casca e deixe dourar (eu sempre deixo os camarões marinando uns minutinhos antes em pimenta-do-reino e azeite com umas gotinhas de limão, bem pouco mesmo). Acrescente os tomates, o pimentão e a polpa. Tempere com o sal, a pimenta-do-reino e o caldo de peixe. Deixe reduzir um pouco. Acrescente o requeijão e quando ele dissolver, coloque o creme de leite e o coentro por último. Experimente e corrija sabores, se necessário. Desligue o fogo. Agora, recheie a abóbora e cubra com papel alumínio, leve ao forno por um tempo aproximado de 30 a 40 minutos  - depende do cozimento da abóbora.

Enquanto está no forno, vamos pensar na finalização e acompanhamento. Eu fiz um arroz branco e um pirão de camarão (antes de acrescentar o requeijão, retirei um pouco do camarão no molho vermelho e, em outra panela, acrescentei mais caldo de peixe, deixei ferver e fiz o pirão). Aqueça um pouco de azeite numa frigideira e jogue os camarões graúdos (brancos) para que dourem. Desligue antes que eles enrolem (porque aí já não dá pra moldá-los sobre a abóbora).

Quando retirar a moranga do forno, apenas enfeite com os camarões fritos e leve à mesa! Sirva com um bom vinho branco (o que não foi o meu caso, porque esse almoço foi feito para meus adolescentes, então servi com suco de acerola e hortelã).

A todos, bon appétit!



Nenhum comentário: