domingo, 12 de fevereiro de 2012

Moqueca de siri

Essa semana fomos ao mercado público, porque o preço do camarão despencou e ninguém é bobo de deixar isso passar assim, sem tomar uma atitude, né? O problema é que sempre que vamos ao mercado público com uma finalidade, voltamos com umas três sacolas a mais e foi assim que almoçamos na sexta-feira passada uma deliciosa moqueca de siri, invenção minha, mas executada pelo marido. O modo de fazer é como de qualquer outra moqueca, a não ser pelo inconveniente de trazer os siris vivos para casa e ter de matá-los em uma panela de água quente, na hora do preparo (siri fresquinho morre em casa, infelizmente. Comprar siri inteiro já morto é perigosíssimo, fica a dica). Então, siga o passo a passo dessa moqueca aqui, usando 1 kg de siris frescos e ainda azeite de dendê e leite de coco. Mas lembre de, antes disso, colocar os siris vivos em uma panela com água e ligar o fogo (você deve desligar  tão logo perceba que já morreram, não precisa esperar a água ferver). Enquanto eles estão na panela com água, prepare a panela de barro com os demais ingredientes e coloque os siris só depois que a base com os legumes estiver fervendo e, por último, despeje o leite de coco:



Fica essa delícia aí:

Salpique coentro antes de desligar o fogo. Sirva com arroz branquinho e farofa ou pirão!

A todos, bon appétit!

2 comentários:

oxentenairlanda disse...

Nossa! Siri não é a minha primeira opção, mas de olhar essa moqueca chega deu água na boca. Ah, e com um piraõzinho, nem se fala: me acabo!

Um de nós. disse...

Pois é, dinda! Nem a minha... dificilmente a gente compra, inclusive. Não troco um bom caranguejo (de preferência, um goiamum bem suculento) pelo discreto sirizinho hehehe. E foi inspirados nas caranguejadas da PB que fizemos essa moqueca! Ficou uma delícia e, não fosse pelas patinhas tão fininhas do siri, a gente nem percebia a diferença!!!! Beijos pra vc, no frio da Irlanda!