domingo, 24 de julho de 2011

Puchero crioulo: uma noite de malbecs


Enquanto não chega o dia da nossa viagem à Argentina (aguardem surpresas!), a gente vai adiantando o cardápio da casa e dividindo o vinho nosso de casa dia com pessoas especiais, por quem temos um carinho enorme e a quem temos a honra de classificar como grandes amigos. Tem coisa melhor do que compartilhar gargalhadas, beijos, abraços e mesa? Tem coisa melhor do que saber que quem somos de verdade só um amigo pode descrever? Pois ontem resolvemos fazer uma noite de música, comida e bebida com um casal que sabe nos descrever verdadeiramente! Eu e a Jana moramos juntas antes de nos casarmos e ontem ela descreveu nossa amizade com uma palavra muito forte: entre nós há respeito! Somos dois titãs em gênio, impulsividade, amor e solidão. Nós nunca nos desrespeitamos, pelo contrário: sempre tivemos uma profunda admiração uma pela outra! E é exatamente isso que une as pessoas.
Bem, e a noite ontem era regada a Malbec. O Antônio e a Jana trouxeram uma garrafa da viagem que acabaram de fazer pelas vinícolas argentinas e J. também estava guardando um Malbec especial para a ocasião. Então, ficamos assim: para regar as gargalhadas, uma garrafa do La Azul reserva 2005, frutado intenso - parecia que a gente estava num bosque de aromas! E, para regar o puchero crioulo - prato da noite, que dividiu a atenção com uma salada de agrião, melão, parma e parmesão - um Monteagrelo 2005, casamento perfeito entre intensidade da malbec e um prato tão complexo como o puchero. Aqui vai a receita:

1/2kg de coxão duro em cubos
2 colheres de sopa de azeite
3 dentes de alho
2 cebolas cortadas em 4
2 paios em rodelas
1 linguiça defumada em rodelas
1 peito de frango em pedaços
2 coxas com sobrecoxas de frango
4 tomates sem pele e sementes cortados em 4
1 xícara de chá de ervilha torta
200g de vagem manteiga cortadas ao meio
2 batatas picadas grande
1 batata-doce cortada em quatro
2 cenouras em rodelas grandes
1 espiga de milho cortado em 4
1/2 nabo em rodelas grossas
Sal e Pimenta-do-reino
1 1/2 litro de água
1/2 copo de vinho branco seco
1 xícara de chá de abóbora picada grande
1 xícara de chá de repolho picado grande
Para fazer:
Doure a carne no azeite com o alho e a cebola. Junte o paio, a linguiça e o frango. Adicione o tomate, a ervilha, a vagem, a batata, a batata-doce,a cenoura, o extrato, o sal, a pimenta, a água e o vinho. Ferver durante 60 minutos aproximadamente. Coloque a abóbora e o repolho, deixe cozinhar por mais uns 15 minutos.Veja que tudo esteja bem macio e o caldo bem apurado. Sirva quente. Acompanhe com um bom vinho. Dica: e
m uma panela, separadamente, toste os vegetais sem óleo antes de misturá-los às carnes.

Para sobremesa, um doce demais pra matar o álcool: surpresa de abacaxi que, ao meu paladar, passaria bem sem a cobertura de suspiro (que fica lindaaaa, mas tudo tem açúcar nessa sobremesa e ela realmente deve ficar para noites como a de ontem: quando a bebida é a estrela do espetáculo) - a receita da sobremesa, na sequência!

A todos, bon appétit e vida longa às grandes companhias!

Nenhum comentário: