quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Coragem "a palo seco"



É só porque à vezes uma linha pode durar um ano para nascer no papel! Nós, seres destinados à escrita, também precisamos de algum momento para reinventar o cotidiano e, assim, deixar que as palavras se reproduzam. Nem sempre um bom escritor é aquele que inventa. Pelo contrário: o melhor deles apenas (re)apresenta o que está pronto em algum lugar. Uma paisagem é um texto que não precisa de revisão. Um filho é um longo livro a ser contado todos os dias. Os escritores apenas organizam o que os olhos não são capazes de capturar. O ver e não enxergar, tão corriqueiro e comum em nós. Esse foi um ano de reflexões aqui em casa. Ponto a ponto, tudo refeito. Mi-li-me-tri-ca-men-te recalculado... sem que percebêssemos. Um dia, acordamos com os móveis numa outra posição. Há várias teorias sobre o desejo. Uma delas, eu conto agora. Há quem diga que devemos ter muito cuidado com tudo aquilo que desejamos... porque, certamente, nos será concedido! Em "As brumas de Avalon" (não me recordo agora em qual dos volumes) a rainha Morgana profere sabiamente estas palavras ao seu irmão, o Rei Arthur. E, coincidentemente, ao se mudar para a Terra Santa, um grande amigo as pronunciou, talvez sem a menor intenção de fazê-lo, pedindo-nos um desejo! O fato é que seguimos seu conselho e o tal desejo foi atendido. Hoje, então, a receita do dia é um belo prato de coragem "a palo seco":
Ingredientes:
Um cd do Los Hermanos (regado a Belchior - aquele que gosta de dar umas sumidas hehehe)
Duas pessoas que se amam
Uma filha
Uma cachorrinha, filha caçula
Um lar
Um pedaço de mar
Uma boa história pra contar

Modo de preparo:
Coloque o cd pra tocar. Numa tigela funda e transparente, junte as duas pessoas, a filha, a cachorrinha, o lar. Misture tudo até que forme uma massa homogênea. Numa forma untada, coloque-os para descansar por duas semanas. Em seguida, acrescente o pedaço de mar, deixe dourar. Sirva com uma boa história pra contar. Atençâo: esse prato harmonizará muito bem com uma linda taça de Barnaut!
Pra ter mais graça, siga a receita aqui!

A todos, bem... já sabem!