domingo, 14 de setembro de 2008

Como comer um autêntico molho al sugo sem ir à Itália?



Simples: faça!

Tudo começou quando fomos a uma pizzaria aqui na cidade que, vamos dar a mão à palmatória, merece os louros deste post: ainda não havíamos provado uma pizza tão deliciosamente autêntica (com direito a sotaque italiano e tudo o mais, capisce?) em terras "saxônicas"! O lugar (que fica no Morro da Cia Hering, se alguém quiser comprovar) oferece como entrada um buffet de antepastos de tirar o chapéu e o chef (de Nápoli) ainda prepara e vende garrafas de um Lemoncello que eu vou confessar: só aumentaram minha tara pela Toscana!
Vai que, ao nos servirmos no tal buffet, antes da pizza chegar, provei do prato de J. umas almôndegas al sugo e perguntei como eles conseguiam fazer aquele molho, naquela textura, com tanto sabor... e J. disse que era simples. Muito bem, chef! Não diga isso a uma geminiana sem estar pronto para as conseqüências: munido de avental e tomates (que eu comprara no início da semana e os fizera amadurecer bem lindinhos, fora da geladeira, como prova a foto acima), J. adentrou o "sacrosanto" cômodo da cozinha de casa e, vejam a beleza de ravióli al sugo com que ele me presenteou, em plena quinta-feira:















Como fazer?

Tomates maduros, picados em 4 partes;
cebola picada;
cenoura picada;
salsão;
manjericão;
tomilho;
pimenta-do-reino;
um dente de alho;
sal a gosto;
azeite de oliva;
vinho tinto.
Numa panela com um fio de azeite, refogue as verduras e as ervas (menos o tomate), começando pela cebola e o alho, por 15 min em fogo médio. Adicione os tomates, jogue o vinho até cobri-los na panela, deixando-os cozinhar por mais ou menos 1 hora (não esqueça que este é o tipo de molho que adora fogo, então, quanto mais você cozinhá-lo em fogo brando, melhor ele vai ficar). Desligue, passe no chinois e esprema bem, até que saia todo o suco e que a massa do tomate e da cenoura também passe suavemente pela peneira. Volte para a panela o suco com a massa que passou pela peneira (descartando o bagaço), até engrossar no ponto que se deseja. Corrija o sal e, após desligar o fogo, acrescente um largo fio de azeite extra-virgem de boa qualidade, mexendo até que ele se integre ao molho. Eis a Itália em vossa mesa - meu próximo passo é comprar uma toalha xadrez, em vermelho e branco, para jantares deste tipo! Aguardem!

Bon appétit!

3 comentários:

Tatiana disse...

Tá casal, se eu quiser mesmo fazer um regime, o qual venho percisando urgente, terei que deixar de ser uma leitora assídua deste blog...hauahauhauhauahahu!
Só de abrir a página já fico faminta!!!!
Bjos e saudades
Taty

Um de nós. disse...

Taty!!! Que bela visita por aqui, hein?! Obrigada pela leitura assídua e, a dica: quando começamos a mudar nossos hábitos alimentares e a nos preocupar mais em não usar enlatados ou industrializados de qq espécie, perdi 9,5 kg!!! O inverno me preocupou um pouco, pq sempre comemos mais nesta época (batatas, fondues, carnes, massas, enfim... tudo para nos manter aquecidos)! Mas, não é que, depois de todo o regime, o inverno só me rendeu 300 g a mais?! Resultado da qualidade da comida. O importante é comer pouco, sempre e bem! Agora, bem-vinda a primavera e a época das saladas noturnas hehehehe! Bon appétit e volte sempre!!!! Beijos!

Franklin Guanabarino e Venício Foresti disse...

Muito saboroso o seu blog.
Convido-os a visitarem nosso blog:

www.restaurantevernissage.blogspot.com

e virem conher nosso: VERNISSAGE RESTAURANTE & GALERIA DE ARTE em Penedo,RJ. Onde procuramos, como vocês, trazer um pouco de alegria através da comida!
Parabéns!
Abraçosd, FRanklin Guanabrino
Sócio Proprietário e Chef do Vernissage