segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Como agradar a um goiano leonino...

Bem, primeiro é necessário dizer que em Blumenau, no domingo à noite, sempre temos duas opções: a primeira é reclamar que domingo à noite não há nada para fazer; a segunda, é fazer alguma coisa :=D



E quando o marido faz aniversário no meio da semana e você precisa dar aula no outro dia, às 7 da madrugada? Ser criativo neste momento é difícil, a não ser que você , por algum milagre da Globalização, tenha um vidro de pequi* na geladeira e um bom pedaço de costelinha de porco! Então, agradar a um goiano é fato garantido! Basta que você ponha em prática seus dotes culinários e faça uma costelinha de porco com pequi e arroz jasmim.
Você faz assim:
corte a costela em cubinhos e frite-a em óleo de girassol quente. Depois, reserve-a numa tigela e, na mesma panela, frite o pequi e, na seqüência, cebola e alho. Junte novamente a carne e deixe por uns minutinhos, para que incorpore o sabor do pequi. Pouco antes de desligar, coloque cheirinho verde.
O arroz jasmim você vai encontrar em qualquer supermercado (ele se assemelha ao Basmati, arroz típico do Médio Oriente, de grãos longos e aromáticos) e vai prepará-lo como o arroz refogadinho, que você faz no seu dia-a-dia, em casa. A diferença é que ele vai demorar um pouquinho mais para cozinhar e o seu vizinho é bem capaz de tocar à porta, para pedir um tiquinho hehehehe! O resultado é esse aqui:


Bom, daí para acompanhar, sirva um Barbera D'asti e espere os elogios (este aí é de vinhedo único, de estilo moderno (barricado), cuidadosamente esculpido por Alfiero Boffa, produtor do Piemonte. Acidez sob medida para fazer frente a untuosidade da costelinha com pequi.)


A todos, bon appétit!
*Breve explicação sobre o pequi: nativa do cerrado brasileiro, o pequi é uma fruta um tanto excêntrica, muito utilizada para elaboração de pratos salgados no Nordeste, Norte e Centro-Oeste do país (em Goiás, é possível inclusive encontrarmos sorvete de pequi!!!!), além de ser encontrado fartamente no interior de Minas. Os frutos do pequi são consumidos geralmente cozidos, junto com arroz, frango ou carne de porco - muito embora esta que vos escreve o prefira de qualquer forma, inclusive puro mesmo! Assim como a Fernanda Young, o pequi não dá espaço para meio termo: ou você o ama, ou o odeia! Taí, a Fernanda Young é o pequi da tv!

Nenhum comentário: