segunda-feira, 31 de março de 2008

Sobre a arte (e o prazer) de decorar potes

Eis que o domingo foi de muita leitura... e paciência! Porque, entre um e outro material teórico de trabalho, foi nascendo uma incrível vontade de ferver vidros e inventar conservas! Ah, sempre elas... se algo pode testar nossa paciência mais do que alunos, tenha certeza: são as conservas! Horas e horas de forno, a espera para esfriar os vidros, as tampas, os vegetais... pica daqui, corta dali e, enfim, o grande momento: nada mais belo do que ver surgir decorações de alecrim, tomilho, cebolinhas e alcaparras entre tomates e berinjelas! Adoro decorar potes de conserva, perco o olhar no fio do azeite, V-I-A-J-O! E, no final, aquela paquera platônica com o vidro decorado, gelando, curtindo na prateleira... até o dia de abri-lo e passá-lo numa linda fatia de pão... ou esparramá-lo numa alface americana!
Hoje estamos marinando um lagarto (pedaço de carne, mais conhecido aqui no Sul como Tatu), para amanhã darmos início à feitura da famosa conserva de carne e pimentões coloridos (uma delícia para os olhos e o paladar). As de ontem, mostro agora o passo-a-passo de uma delas, para os que querem experimentar a aventura da arte-culinária (amanhã conto os segredinhos da conserva de berinjela, pra dar água na boca):

Como fazer tomates secos sem deixar de sorrir:

Ingredientes (para um vidro de 200 g)
2 kg de tomate tipo Débora (prefira os menores – aqueles compridinhos) / 1 xícara de açúcar / 1 colher (sopa) de sal / azeite/ coentro seco / manjericão fresco/ alho fatiado (de preferência desidratado) /E tudo o que der sabor e servir para decorar lindos vidros!!!

Modo de preparo
Lave bem os tomates, com muita água. Corte-os ao meio e retire as sementes (deixe a parte central). Em um recipiente, misture o açúcar e o sal. Arrume os tomates numa assadeira, com a pele para baixo, e coloque uma colher (chá) da mistura, dentro de cada um deles. Leve ao forno, no calor mínimo, por uma hora e meia. Retire os tomates que estarão cheios de líquido.
Vire-os, com a pele para cima, usando uma pinça ou talheres. Escorra a água da assadeira e retorne os tomates ao mínimo, por mais uma hora e meia. Retire, novamente, e vire-os. Deixe por 45 minutos, retire, vire e deixe por mais 45 minutos, sempre no forno mínimo. Se for necessário, coloque uma colherinha impedindo que a porta do forno se feche totalmente, para que a temperatura diminua lá dentro, e os tomates não queimem.


Agora, desligue o forno, mantendo os tomates lá dentro por cerca de três horas. Retire-os, coloque em frascos, por camadas. A cada camada colocada, despeje um fio de azeite e polvilhe orégano, manjericão, alho, os temperos que você quiser. Conserve na geladeira por até um mês.


E aqui, o efeito final:
Bon appétit!!!

K.

Um comentário:

Herley disse...

K. Uma formosura essa sua receita de tomates secos... Fiz e comprovo que fica uma delícia! Agora, vc vai ter que ensinar como se faz essa conservar de carne com pimentões. Quem mandou falar!?