domingo, 23 de março de 2008

Comercial de margarina


Como diria Zeca Baleiro, esses dias que precedem ao casório deixam a gente meio assim-assim, tão bobo e feliz "como um comercial de margarina". E é brincando com trechos de músicas que eu ando compondo as linhas do dia de hoje... estávamos aqui, entre uma e outra discussão despropositada sobre tudo (resultado da aquisição de um dvd dos Doces Bárbaros, comprado a preço de banana nas Americanas - dica de Páscoa -, e isso dá o que falar mesmo aos menos expressivos), quando J. resolve buscar lá na adega um Porto Poças, Quinta de Santa Bárbara, colheita 1991, para degustarmos junto à pobre e esquecida última barra de Hershey's Dark Special (60% de cacau) , do mercadinho do Sr. Vitório, aqui na esquina de casa - só pra não dizer que a Páscoa passou sem chocolate... foi quando lembramos do Orélio... e como a gente conseguiu esquecer dele? Afinal, Orélio foi nosso único gasto excessivo neste feriado: nosso presente para a Chanel (que, por cuidados óbvios com a saúde, não deve comer chocolate - pobre cachorrinha)!!!! Sendo assim, resolvemos mostrar o bem que o Orélio - um coelho de pelúcia - tem feito a ela esses dias e postamos aqui um momento de afago entre os dois... não é lindo????

K.

2 comentários:

helen disse...

Inveja é pecado ou elogio?Espero que seja um elogio...porque acabei de senti quando vi o que vc escreveu....como vc esceve musicado, poeticamente...fica udo tao romantico e gostoso de ler!!

helen disse...

Inveja é pecado ou elogio?Espero que seja um elogio...porque acabei de senti quando vi o que vc escreveu....como vc esceve musicado, poeticamente...fica udo tao romantico e gostoso de ler!!